6 Dicas de postura nas Redes Sociais

Como utilizar as redes sociais como aliadas na hora de procurar um emprego

Por Jaques Haber

As redes sociais vieram para ficar! Isto ninguém mais tem dúvidas. Não sabemos quais delas prevalecerão, se o Facebook, Twitter ou LinkedIn serão eternos, se o Google+ encontrará seu lugar ao sol ou se ainda surgirão novidades neste meio. Certamente que sim!
O fato que quero destacar é que um novo hábito foi criado. Uma nova forma de se relacionar, de se informar, de descontrair ou trabalhar surgiu com as redes sociais como pano de fundo.

Grande parte das pessoas já utiliza uma (ou mais) rede em seu cotidiano. Estamos vivendo uma grande transformação e as empresas estão de olho neste movimento.

Os objetivos e interesses de cada empresa são variados. Conhecer, pesquisar, vender, informar, conquistar, entender, adivinhar, seguir, curtir ou até começar uma amizade…

No caso do recrutamento e seleção o verbo mais representativo é “AVALIAR”!! As empresas que estão selecionando futuros funcionários, cada vez mais, utilizam as redes sociais para avaliar os candidatos.

Por meio do que publicam nas redes, de seus interesses, amizades, os recrutadores são capazes de traçar um perfil de cada pessoa identificando características e competências como liderança, pró-atividade, capacidade de relacionamento, de trabalho em equipe e comunicação, por exemplo, além de identificar se os valores da pessoa está alinhada a cultura da organização.

Diante disto, preparei algumas dicas de comportamento nas redes sociais, com o objetivo de utilizar estas ferramentas como aliadas na hora de conquistar um emprego. Veja:

Atenção no português: para começar, é essencial escrever tudo com o português correto, incluindo a acentuação, concordância e pontuação. A internet realmente é um ambiente mais informal, mas não caia nesta armadilha, pois você está – ou estará em algum momento – procurando emprego no mundo off line, onde a formalidade é um requisito essencial.

Pense antes de publicar: ao escrever qualquer coisa na rede, mesmo um inocente comentário sobre o seu time do coração, pense muito bem se aquilo poderá te comprometer de alguma forma em um futuro processo seletivo. Não deixe de escrever, de se comunicar, de participar, mas escreva seus comentários ou publicações de forma a “ganhar pontos” no caso de um recrutador avaliar sua atuação virtual.

Evite agressões gratuitas: se você quiser se pronunciar contra alguém, uma empresa, instituição ou governo, troque a agressão por uma reclamação construtiva. Não xingue, não utilize palavreado ofensivo ou comentários vazios, sem argumentos como: “A empresa X é horrível…”. Quando precisar criticar utilize argumentos plausíveis e, se possível, sugira alguma solução, uma dica ou orientação de como melhorar ou resolver o problema.

Cuidado com quem você se associa: “me diga com quem andas que te direi quem és”. Quem não conhece este ditado popular? Ele é sábio e as redes sociais simplesmente escancaram isto! Evite se associar a grupos polêmicos como por exemplo: “Eu sou a favor da legalização da maconha”. Evite comentar fotos de amigos visivelmente bêbados ou fazendo algo inapropriado, quanto mais apoiar e dar risada destes tipos de situação.

As fotos e vídeos podem ser um problema: não publique fotos ou vídeos comprometedores de forma alguma! Isto é muito sério. Se “uma imagem vale mais do que mil palavras” imagine um vídeo! Publique fotos e vídeos com extremo bom senso. Simplesmente pergunte para si próprio antes de publicar: “É esta imagem que quero passar de mim?” O que pode parecer muito engraçado para seus amigos pode afugentar os recrutadores!

Procure aderir a alguma causa: entre as grandes vantagens que as redes sociais trouxeram para nossa vida é a facilidade de se engajar em algum movimento ou causa para beneficiar alguém ou a sociedade. A participação em um movimento social como, por exemplo, na inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho, associa você a bons valores, postura responsável e capacidade de comunicação, liderança, pró-atividade e trabalho em equipe, características muito desejadas pelas empresas. Se possível, crie um blog, produza textos e conquiste seguidores, formando uma comunidade para sua causa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *