Nova Lei Trabalhista: entenda quando é melhor contratar ou terceirizar

Nova Lei Trabalhista: contratar ou terceirizar

Com a sanção da Nova Lei Trabalhista brasileira, algumas modificações importantes nas relações de trabalho ocorreram. A flexibilização das formas de contratação garantiu novas oportunidades aos empreendedores no momento de definir a maneira de formar suas equipes.

Hoje, é possível contratar de forma intermitente, contratar para trabalho remoto, entre outras possibilidades. Ainda assim, surgem algumas dúvidas quanto aos benefícios de contratar e de terceirizar colaboradores.

De acordo com a nova lei trabalhista, as contratações agora podem ser feitas com acordos individuais, garantindo mais liberdade de negociação entre as partes envolvidas. Ainda assim, o empregador se responsabiliza por encargos trabalhistas e precisa adequar seu departamento de RH para atuar com as novas formas de contratação.

Já na terceirização, o empreendedor fica livre dos encargos que vêm com a contratação, já que estas obrigações ficam sob responsabilidade da empresa que terceiriza os colaboradores. Na prática, a terceirização ainda aparece como uma iniciativa mais vantajosa, já que a empresa que precisa da mão de obra recebe profissionais treinados, uniformizados e confiáveis.

Vale dizer que as principais áreas que trabalham com terceirização de profissionais no Brasil atualmente são: segurança, limpeza, portaria, manutenção de condomínios, suporte, entre outras. Mas, com as mudanças na CLT, as possibilidades de terceirização se tornaram ainda mais amplas. Hoje, uma empresa pode terceirizar até mesmo suas principais atividades e setores estratégicos, como o departamento de TI, o restaurante, a produção, entre outras áreas.

Com essas alterações, as empresas podem contar com profissionais especializados e específicos para determinadas funções, sem a necessidade de contratação direta ou de investimentos para criar departamentos completos. Com isso, surgem oportunidades para que as empresas tenham um atendimento de alto padrão, com mão de obra especializada e qualificada.

Por que vale a pena terceirizar mão de obra?

A terceirização é sempre satisfatória para as empresas, pois reduz custos com treinamentos, impostos, férias, uniformes, entre outras coisas. Além disso, agora, todas as atividades de uma empresa podem ser terceirizadas, até mesmo as atividades fins, consideradas estratégicas.

Vale a pena terceirizar por uma série de motivos, mas, talvez, o principal deles seja que a empresa que delega consegue focar mais em seu business, ao invés de perder tempo com questões operacionais. Dessa forma, se ganha em produtividade, e a empresa consegue crescer e se desenvolver mais.

Como fica a contratação com a nova lei trabalhista?

Várias mudanças nas formas de contratação chegaram com a nova CLT. As novas modalidades de trabalho abriram espaço para contratações mais rápidas e menos burocráticas. Na prática, é possível dizer que contratar é melhor do que terceirizar quando a empresa precisa aumentar sua produção ou precisa de apenas um profissional com formação e habilidades especiais.

Nas novas formas de contrato, o teletrabalho e o trabalho intermitente são as grandes novidades, pois garantem mais liberdade para as relações entre empregadores e empregados.

Contratar ou Terceirizar?

Escolher a melhor estratégia para cada organização é algo que precisa ser discutido internamente, entre o RH e os gestores, mas, fica claro que a terceirização é necessária principalmente para serviços especializados.

No momento de definir entre contratar ou terceirizar, é importante levar em consideração os benefícios e as possíveis desvantagens de ambas as modalidades para as empresas. O foco das organizações deve ser buscar modalidades de trabalho que permitam o crescimento sustentável dos negócios, com a melhoria contínua de suas atividades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *